[INÍCIO] | [BOLETIM INFORMATIVO] | [DOCUMENTÁRIOS] | [EVENTOS] | [BANNER] | [PARCEIROS] | [SUGESTÕES] | [FALE CONOSCO]
Acabe com a sua curiosidade referente às inovações tecnológicas da área elétrica. Encontre aqui reportagens, eventos, novidades, documentários, ... Objetivando atingir um público alvo diversificado, desde leigos à especialistas do ramo. Desfrute ao máximo!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Turbina sem pás é duas vezes mais eficiente que as de estrutura convencional


Imagem:[Saphon Energy]

Uma empresa da Tunísia teve uma ideia bem diferente para aproveitar a energia eólica. Além de criar uma turbina mais econômica e eficiente, a Saphon está procurando pareiros para produzir em massa e comercializar um dispositivo de energia eólica único, que leva a tecnologia “pás zero”.

“A tecnologia pás zero foi inspirada nos barcos a vela e tem o objetivo de aumentar a eficiência dos dispositivos de conversão de energia eólica atuais. As pás são substituídas por uma vela parecida com a de um barco e tanto o núcleo, quanto as engrenagens são retirados”.


De acordo com a empresa, os dispositivos que aplicam essa tecnologia têm a capacidade de superar os limites Betz, segundo os quais nenhuma turbina consegue capturar mais de 59,3% da energia cinética do vento. Em média, uma turbina comum captura apenas entre 30% e 40%. A empresa afirma que a turbina Saphon é 2,3 vezes mais eficiente. Além disso, estima-se que seu custo seria 45% menor que o de uma turbina convencional, principalmente pelo fato de não ter pás, núcleo ou engrenagens.

A tecnologia “Pás Zero” da Saphon também apresenta outras particularidades, principalmente no que se relaciona a armazenamento de energia. A maior parte da energia cinética pode ser armazenada (por meio de um acumulador hidráulico) ou transformada em energia elétrica com um motor hidráulico e um gerador.

“Desenvolvemos vários protótipos. Esta é a segunda geração. Realizamos vários testes e esta segunda geração é duas vezes mais eficiente que as turbinas de três pás. Em termos de fabricação, é pelo menos 50% mais econômica” – afirma Hassine Labaied.

Atualmente, a empresa procura parceiros para a fabricação e a comercialização das turbinas. Com o apoio dos sócios, a ideia é começar a entrega dos produtos entre os próximos 18 e 24 meses.

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;